124 anos da Vila Madalena

Atenção, abrir em uma nova janela. E-mail

DIA 19 DE AGOSTO DE 2017

 

 

Todos concordam que depois dos 100 anos ninguém comemora aniversário, mas o bairro da Vila Madalena, em São Paulo – que segundo pesquisas é considerado como o 14o bairro mais descolado do mundo - foi ficando tão jovem com o passar do tempo e recebe com os braços abertos tantos fiéis frequentadores, tanta tribo diferente, que resolveu fazer uma grande festa de aniversário no dia 19 de agosto, quando completa 124 anos.

 

A matriz da festa será na casa da sua padroeira - a primeira igreja do bairro, fundada em 1951- a Paróquia Santa Maria Madalena e São Miguel Arcanjo, que ganhará muitos presentes neste aniversário do bairro. A SAVIMA - Sociedade Amigos da Vila Madalena - www.savima.com.br - resolveu dar uma cara nova para a paróquia:

- a primeira parte da sua revitalização, com a limpeza e restauração da fachada realizada pelo arquiteto Rubens Parada, da Construtora Pedra Forte, que é um entusiasta do bairro e tem como princípio preservar a identidade e harmonia da arquitetura da Vila - www.pedraforte.com

- um novo paisagismo com a participação especial das crianças do projeto Flores no Cimento, idealizado por Diego Lahóz, que revela que  serão colocadas algumas plantas de cerrado paulista e da mata atlântica e o novo jardim irá resgatar algumas espécies das matas originárias da cidade e traze-las novamente para as paisagens do bairro-www.facebook.com.br/floresnocimento

- uma galeria de arte a céu aberto no seu entorno, com a criação - por vários artistas - de artes sacras e a história da Vila Madalena, com a curadoria do conceituado grafiteiro Binho Ribeiro -www.binhoribeiro.com.br;

- sob a coordenação da empresa Kekkawww.kekka.com.br, será feito um lounge na matriz para o evento, desenvolvido e executado por três importantes escritórios de arquitetura, o Estúdio Urbhá (sucessoras de Fernanda Marques), Cota Ateliê e Lia Guedes, neta de Joaquim Guedes - responsável pela arquitetura da Igreja Matriz - uma feliz e inusitada coincidência. A concepção e execução do projeto foi feita em sintonia com os fornecedores do mercado de decoração e as obras de arte, que serão expostas no local, de artistas conceituados entre pintores, fotógrafos, escultores e designers. Shows de música serão realizados no palco do lounge.

E no dia da festa, mais um presente será dado a todos os moradores e frequentadores da Vila, uma projeção de Vídeo Mapping espetacular na fachada da igreja, by PrixelGraphic & LigaLight. Os temas serão a história da Vila Madalena, de Santa Maria Madalena e São Miguel Arcanjo, além de algumas imagens para alusão do que será criado na galeria de arte aberta.


A organizadora do evento, Françoise Di Pasquale, diretora da The Ideah Comunicação, revela que acomemoração, no dia 19 de agosto, terá uma extensa programação. “A festa terá show de bandas de jazz e rock, samba de roda, artistas de rua e circenses transitando pelas principais ruas do bairro, passeio ciclístico com a turma do Pedal da Vila Madalena, exposição de arte e música com a participação de vários artistas no lounge da festa, e também a participação de bares, restaurantes e lojas, que darão descontos e regalos ao público. Vai ter até um grande bolo da Villa Grano de parabéns para a Vila, no encerramento da projeção do Video Mapping!”, revela.

Às 15 horas, na matriz da igreja, será feita uma cerimônia em homenagem às personalidades do bairro e órgãos apoiadores - Prefeitura de Pinheiros, CET, Secretaria da Cultura, Construtora Pedra Forte e Policia Militar – com a presença do Sr. Paulo Matias, Prefeito Regional de Pinheiros.

Programação – Dia 19 de Agosto - das 10hs às 22hs:

- 10:30hs – Saída da matriz - Passeio ciclístico com o Pedal da Vila Madalena - com 200 ciclistas participantes - num período de 1h30m com paradas estratégicas. Inscrição gratuita no local entre 9:30hs e 10 horas. Quem se inscrever ganhará uma camiseta Viva Madalena e água e no final do pedal água de coco e barrinha de cereal.

10hs às 22hs – Matriz - Espaço gastronômico com Foodtrucks e estandes de culinária. Como exemplo: Patio SP (sanduba de carne louca), MamaBia (Massas Artesanais), Pattio SP (coxinha de frango), Pira Grill (dadinhos de tapioca); Empanadas Chilenas (empanadas), Garrafas Bar (vinhos), Jairo  (porções de calabresa e frango a passarinho), Tasca (comida portuguesa), Doce Caramelo (brigadeiros e doces de pote), Food Truck WonderFood (sanduiches diversos), Hambúrguer do Barão Food Truck (burgers).

10hs às 22 hs – Matriz – Lounge - Exposição de arte com a participação dos artistas plásticos: Bill Soares,Vera Rocha, Gustavo Prata, Renato Jardim, Luiza Zaroni, Cynthia Loeb, Ceres Art, Rafael Faustino e Rosane Viegas. Shows de música.

10hs às 22 horas – Matriz - Área externa da igreja - Grafites de Arte Sacra sob a curadoria do grafiteiro Binho Ribeiro.

11hs às 17hs - Artistas de rua, músicos e artistas circenses, circularão entre a matriz da festa e o quadrilátero do coração da Vila Madalena, entre as ruas Rodésia, Inácio Pereira da Rocha, Madalena e Mourato Coelho, onde os 65 bares e restaurantes e 35 lojas participantes estarão sinalizados com flags coloridos (veja detalhes no blog do site da Vila).

- 15hs - Matriz - Cerimônia de homenagem às personalidades do bairro e órgãos apoiadores.

- 17hs - Matriz - Missa de Ação de Graças em comemoração ao aniversário da Vila Madalena.

- 18hs às 18:30hs – Matriz – Lounge – Show com o humorista Fabio Lins.

- 18:30hs – Matriz - Início da Projeção de Vídeo Mapping na fachada da igreja, com duração de aproximadamente três horas. O Vídeo mapping poderá ser apreciado também do lado de dentro da igreja onde se refletirá a projeção através dos vitrais dando a sensação de estar dentro de um caleidoscópio.

- 20:30hs - Filmagem da projeção será transmitida no telão da rua Aspicuelta e em todos os comércios participantes com TV.

- 21hs - Contagem regressiva para encerramento das festividades com o parabéns simultâneo com bolo simbólico e projeção entre os participantes de todo o bairro.

A VILA DE TODOS OS TEMPOS


O Sítio do Buraco era de um fazendeiro da região e de suas três filhas: Ida, Beatriz e Madalena, cada uma batizou uma região do sítio que mais tarde se tornariam vilas de São Paulo. Dizem que um pedaço da Vila Madalena pertencia a Luís Santos Dummont, irmão de Santos Dummont.

Onde hoje é o Fórum de Vila Madalena era o campo de futebol do time 7 de setembro, depois os campinhos foram para onde hoje são prédios do BNH. A diversão dos moradores e amigos era frequentar nos finais de semana os três campos de futebol, onde a atração eram os times do Leão do Morro, 7 de setembro e 1º de Maio.

A Sociedade Amigos da Vila Madalena foi fundada em 1949. “Depois de alguns anos com atividades sempre em defesa do bairro, a SAVIMA, como é chamada até hoje, se instalou num salão entre as ruas Wizard e Fidalga e promovia todo mês um baile mensal para os sócios, convidando cantores famosos que faziam sucesso na rádio, entre eles a Hebe Camargo. A SAVIMA foi a primeira e é até hoje uma das mais importantes associações do bairro e também promotora do evento Viva Madalena 124 anos”, relata Cássio Calazans de Freitas, atual presidente da entidade.

A linha 28 do bonde de São Paulo, iniciava na Praça Ramos de Azevedo e tinha seu ponto final na esquina da Rua Teodoro Sampaio com a rua Fradique Coutinho. Finalmente, em 1953, depois de muitos anos de insistência de personalidades do bairro e importante intervenção da SAVIMA, a linha 28 ganhou a placa Vila Madalena.

Por determinação do prefeito Jânio Quadros, os trilhos subiram a rua Fidalga até a Rua Purpurina, onde tinha o seu ponto final, fazendo o retorno pela Fradique Coutinho e voltando até a Praça Ramos de Azevedo. A chegada do bonde deu um novo aspecto às ruas, pois foram todas asfaltadas e iluminadas no seu percurso e no ponto final onde se concentravam, gerando um novo comércio onde se instalaram bares, banca de jornal, padaria e lojas de roupas. O bonde facilitou e muito a vida dos moradores da Vila, que não precisaram mais amassar barro para percorrer as ruas e chegar na rua Teodoro Sampaio.

O auge da Vila Madalena foi com a criação da Paróquia no bairro, criada em 11 de maio de 1951 e comandada pelo padre Olavo Pezzotti. O pároco impulsionou o bairro com projetos sociais e a construção da Igreja Santa Maria Madalena e São Miguel Arcanjo, pelo Arquiteto Joaquim Guedes em 1956, no mesmo lugar da antiga paróquia.


Já caracterizado como um bairro de classe média e com desenvolvimento considerável, o bairro só perdeu sua tranquilidade quando passou a ser frequentado por estudantes da USP (Universidade de São Paulo), na década de 70. O Empanadas e o Bartolo, por exemplo, eram bares de estudantes universitários e secundaristas. Aconteciam bailinhos todos os finais de semana na casa de algum morador com vitrola a toda força, grupos de dançarinos e namoros atiçados pelas músicas maravilhosas da época.

O pagode começou no Bar do Burú, na rua Purpurina com Girassol. Tocavam por lá, Fundo de Quintal, Dona Ivone Lara, Reynaldo o príncipe do pagode, Digê e tantos outros.

A Vila foi se reestruturando, atendendo às necessidades dos estudantes, do comércio, lojas e, claro, dos bares e restaurantes. Morar e frequentar a Vila passou a fazer parte de uma agitação cultural e intelectual. Dos anos 90 em diante, a Vila sofreu grandes transformações pela chegada do boom imobiliário, tanto em relação aos moradores, que passaram a ser de classe média e alta, quanto aos seus frequentadores.

Este ano o simpático e carismático bairro de São Paulo faz 124 anos de vida e o principal objetivo de seus representantes é garantir o equilíbrio entre ser um importante centro de cultura, arte e lazer e um bom bairro para se morar.

SERVIÇO:

Matriz da festa: Paróquia Santa Maria Madalena e São Miguel Arcanjo

Endereço: Rua Girassol,795 – Vila Madalena – São Paulo.

Data : Dia 19 de Agosto de 2017.

Horário: das 10hs às 22hs.

www.aniversariodavilamadalena.com.br – site e blog

www.facebook.com/niverdavila